Escola da Vida


As escolas nos ensinam tudo, menos a viver.

Um sábio atravessava de barco um rio e, conversando

com o barqueiro, perguntou :

— Diga-me uma coisa : você sabe botânica ?

O barqueiro olhou para o sábio e respondeu :

— Não muito, senhor. Não sei que história é essa.

— Você não sabe botânica, a ciência que estuda as plantas ?

Que pena ! Você perdeu parte de sua vida.

O barqueiro continua remando; pergunta novamente o sábio :

— Diga-me uma coisa : você sabe astronomia ?

O coitado do caiçara coçou a cabeça e disse :

— Não senhor, não sei o que é astronomia.

— Astronomia é a ciência que estuda os astros, o espaço, as estrelas.

Que pena ! Você perdeu parte da sua vida.

E assim foi perguntando a respeito de cada ciência :

astrologia, física, química, e de nada o barqueiro sabia.

E o sábio sempre terminava com seu refrão :

“Que pena ! Você perdeu parte da sua vida”.

De repente, o barco bateu contra uma pedra,

rompeu-se e começou a afundar.

O barqueiro perguntou ao sábio:

— O senhor sabe nadar ?

— Não, não sei.

— Que pena, o senhor perdeu a sua vida !

(Reinilson Câmara)

One comment on “Escola da Vida

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*