Venha a Nós o Teu Reino


TERCEIRA PARTE

“Venha a nós o teu reino… “ — assim rogou Jesus ao Pai Celestial,  sabendo que só o Plano de Deus pode conceder-nos a verdadeira felicidade.

Mas, o Mestre não se limitou a pedir; ele trabalhou e se esforçou para que o  Reino do Céu encontrasse as bases necessárias na Terra.

Espalhou, com as próprias mãos, as bênçãos da paz e da alegria, a fim  de que os homens se fizessem melhores.

Uma locomotiva não corre sem trilhos adequados.

Um automóvel não avança sem a estrada que lhe é própria.

Um prato bem feito precisa ser preparado com todos os temperos  necessários.

Assim também, o auxílio celeste reclama o nosso esforço. É sempre  indispensável purificar o nosso sentimento para recebê-lo e difundi-lo.

Sem a bondade em nós, não poderemos sentir a bondade de Deus ou  entender a bondade de nossos semelhantes.

Quando é noite e reclamamos: — “Venha a nós a luz”, é necessário  ofereçamos a lâmpada ou a candeia, para que a luz resplandeça entre nós.

Se rogamos a Graça Divina, preparemos o sentimento para entendê-la e  manifestá-la, a fim de que a felicidade e a harmonia vivam conosco.  Jesus trabalhou pela vinda da Glória do Céu ao mundo, auxiliando a  todos e ajudando-nos até à cruz do sacrifício, dando-nos a entender que o  Reino de Deus é Amor e só pelo Amor brilhará entre os homens para sempre.

Livro “PAI NOSSO ”
Médim FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER
Ditado pelo ESPÍRITO MEIMEI

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*